23.7.08




Eu andava mal acostumada, mal mesmo. Com os olhos meio sem brilho, parei de acreditar em finais felizes, coincidências e até em um grande amor.Me tornei incrédula, quase um bloco de concreto. Não era tristeza, talvez fosse uma defesa, um modo de sobreviver e não sofrer. Os dias passavam e eu não esperava coisa alguma de pessoa nenhuma, não esperava que elas fossem ruins e muito menos, boas. Só vivia e deixava os dias passarem, construindo meus planos e ignorando qualquer sentimento que pudesse vir a atrapalhá-los.
Até que então minha rotina foi interrompida. Meus olhos brilharam de novo, meu coração palpitou e eu comecei a sentir uma falta enorme de alguém, só de pensar que eu podia perdê-lo me sentia imensamente triste. E sua presença me fazia ver a vida mais bonita e mesmo inconscientemente sentia uma felicidade repentina e me esquecia do quanto eu era egoísta e do quanto eu queria ir pro lugar mais longe que eu pudesse alcançar.Voltei então a acreditar em finais felizes, coincidências e até em um grande amor.
Confesso que na maioria do tempo eu pensava que não era pra mim (amor), uma coisa assim, ás vezes clichê, mas tão difícil. E acabei querendo tanto um amor e idealizando tanto o ‘perfeito’ que me esqueci do simples, não entendia que o caminho mais próximo para o tal sentimento complexo, era a simplicidade das coisas, dos gestos, dos risos. Eu to aprendendo ainda, a olhar e não ver só os defeitos, a aproveitar o melhor de cada pessoa que passar por mim e me esforçando pra dar o meu melhor também. Tô gostando.
Me esforço agora, não para prender ninguém, mas pra devolver a alguém, a alegria que esse alguém tem me dado, junto com toda a graça, brilho nos olhos e toda aquela sensação esperança, que algo de bom pode acontecer a qualquer momento que também vieram com ele.
Pra falar a verdade é uma paixão diferente, eu me apaixonei por mim, pelos meus sonhos e também pelo jeito de alguém. Talvez ele nem tenha a noção do bem que me faz, mas mesmo assim faz, sem ver, sem querer e só de chegar já faz.
E tome o caminho que tomar, vai estar sempre aqui. E quando eu perder a esperança e a graça de novo, vou fechar os olhos e lembrar de como alguém se apoderou do meu amor,do meu carinho e deu um rumo mais colorido pra minha vida, me fez acreditar que quando a gente menos espera vem uma brisa leve, leva as mágoas e deixa a serenidade de um sentimento inexplicável.


0 comentários:

 
blog template by suckmylolly.com