31.7.10

Ai se Sêsse


Se eu chegasse e vc me encontrasse, se eu te olhasse e você me beijasse, se eu falasse e vc me escutasse, se eu ficasse e vc me desejasse, se eu sonhasse e vc realizasse.

27.7.10

(descarregando)

É tão fácil fingir que me conhece, que sabe cada passo que eu dou, mas no fundo vc não tem coragem de assumir e ver o quão estranha eu sou a você. Anos e anos de convivência e vc não sabe quem eu sou. É essa a verdade. Não adianta negar, tudo que vc sabe ao meu respeito é o que vc criou, vc só conhece meus defeitos e porque quer. Todo mundo me vê alegre, vc me enxerga cheia de raiva, vc insiste em dizer que eu não sei o que faço enquanto eu sempre alcancei meus objetivos. Eu tento trilhar meus caminhos da melhor maneira possível, mas você não ajuda, porque nunca vai confiar em alguém que vc n sabe quem é. O que é que vc quer hein ? Que eu te faça companhia no manicômio ? Vc sinceramente parou no tempo. Eu tenho muito a aprender não nego, mas uma coisa eu já sei de cor e salteado, vc é a pessoa mais egoísta que eu conheço.

Definições

Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.
Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta
um capítulo.
Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego.
Preocupação é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair
de seu pensamento.
Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que devia querer outra coisa.
Certeza é quando a idéia cansa de procurar e pára.
Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido.
Pressentimento é quando passa em você o trailer de um filme que
pode ser que nem exista.
Vergonha é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora.
Ansiedade é quando sempre faltam muitos minutos para o que quer
que seja.
Interesse é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento.
Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado.
Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes.
Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração.
Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma.
Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros.
Culpa é quando você cisma que podia ter feito diferente mas, geralmente,
não podia.
Lucidez é um acesso de loucura ao contrário.
Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume
o mandato.
Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele.
Paixão é quando apesar da palavra ¨perigo¨ o desejo chega e entra.
Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado.
Não... Amor é um exagero... também não.
Um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero, um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego?

Talvez porque não tenha sentido, talvez porque não tenha explicação,
Esse negócio de amor, não sei explicar.

Mário Prata

22.7.10

=D


"Era uma vez um elfo encantado que morava num pé de caqui.
Em cima morava um duende safado, que vivia fazendo pipi.
Um dia o elfo se aborreceu, e na porta do duende bateu, foi nesta ocasião que eles então se casaram."

17.7.10

Não Me Deixe Só


"Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz
Não me deixe só
Tenho desejos maiores
Eu quero beijos intermináveis
Até que os olhos mudem de cor
Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz
Não me deixe só
Que o meu destino é raro
Eu não preciso que seja caro
Quero gosto sincero do amor
Fique mais, que eu gostei de ter você
Não vou mais querer ninguém
Agora que sei quem me faz bem
Não me deixe só
Que eu saio na capoeira
Sou perigosa, sou macumbeira
Eu sou de paz, eu sou do bem mas
Não me deixe só
Eu tenho medo do escuro
Eu tenho medo do inseguro
Dos fantasmas da minha voz ..."


Vanessa Da Mata

14.7.10

Aos meus irmãos.


Desde que eu nasci sou filha única, uniquissíma, sozinha, alone. Fui a criança mais insistente do universo no que se diz a respeito de pedir irmãozinhos, mesmo assim nenhum ser humano foi capaz derealizar meu desejo, logo forças sobrenaturais que me perseguem se incubiram de tal missão .A situação era crítica elas olharam lá de cima e vislumbraram uma pequena criança conversando com as paredes e com os animais (quaisquer que fossem e eles respondiam),tinham que intervir antes que virasse caso de insanidade mental. Assim as forças tardaram, mas chegaram.
Ganhei minha primeira irmã, aos seis anos. Do nada. Um belo fim de semana lá estava ela, nessa época não éramos bem irmãs, ela não foi com a minha cara. Eu perguntei o seu nome e ela me ignorou, mas coitada se pensou que ia se livrar de mim. Era um irmã de fim de semana, minha única amiga que morava a 100 km. Eu esperava por longos 5 dias para vê-la e depois o sábado chegava, eu corria, brincava, conversava conseguia ser uma criança normal, dois dias por semana. Ela me salvou de uma infância mórbida e sem graça. Seu nome é Tamires, ela tem feições de índia, voz meiga e muita paciência. Sempre foi assim.
Meu segundo irmão veio em circunstancias nada alegres.Veio como uma encomenda direto em minha porta. Fechei a cara, fiz birra e não, não aceitavam devoluções. Ele era diferente de mim, elétrico, mimado, competitivo, falava alto, aff, resumindo: tudo que eu odiava em um só ser. E ainda por cima roubava minha mãe, êpaaaaaaaaaa mexer com mãe é covardia, mas era assim mesmo. A mãe que era todinha minha agora era nossa e pra ser mais sincera mais dele do que minha :@
Anos de raiva passei com ele, até que o destino por meio de circunstâncias muito tristes outra vez nos colocou todos juntos. Eu e meu dois irmãos enviados. Breno, Luara e Tamires ou Du, Dudú e Edu se preferir. Mas incrivelmente acirramos os ânimos e nos tornamos uma família à parte. Foram três anos, três anos da maior cumplicidade que eu já vi existir. Problema nenhum era tão grande que nossa força não pudesse superar. Eu e tamires já éramos caso antigo, nos gostávamos de graça, sem explicação desde sempre. Eu e Breno, não nos gostávamos tanto assim, mas desde que nos gostamos foi de verdade e se selou como eterno.
Hoje crescemos, no caso meu e de Breno bastante foi para os lados, cada um foi seguiu com sua vida em algum lugar, mas é incrível nossa sincronicidade e amor incondicional um pelos outros, isso nada nem ninguém apaga ou faz se quer diminuir. Obrigado destino pelo meu melhor presente, meus irmãos.

8.7.10

Insueto



No meio de tantas pedras vi um breve flamejar, meus olhos se fecharam, não acreditei que tivesse algo de valor no meio do deserto. Virei as costas e fui embora, mas como numa quimera, vi o mesmo montinho de pedras com uma coisinha cintilante mais adiante. Sorri pus a mão na cabeça e pensei: 'Como pode no meio de um deserto?'
Rendi-me a curiosidade, espalhei as pedras ao redor e segui o brilho. Tinha me enganado. Ainda bem. Era uma coisa de muito valor e estava ali pedindo pra ser minha. E eu disse sim. Achei um diamante no deserto que é muito mais raro.

 
blog template by suckmylolly.com