28.12.08

quem sou?


Com o tempo me aprofundei tanto em mim que se tornou quase impossível ter uma auto-opinião sobre o ser que me habita sem ser totalmente parcial. Falar das minhas qualidades ou defeitos talvez fosse superficial demais e de fato com essas descrições medíocres, você nunca entenderia, poderia até achar que sim, mas no fundo continuaria não sabendo quem eu sou.

Até tenho uma imensa vontade de explicar, mas não vejo como exatamente. É como um edifício, você pode ver fotos pela revista, ler um anúncio maravilhoso, mas vai ter que ir lá pra saber se encanações são boas mesmo. Então a fim de poupar futuras decepções, não acreditem definitivamente no que eu escrevo, pois talvez, aliás, com certeza eu me vejo de um jeito que você não vai ver.

Me by me

Tento ao máximo ser senhora das minhas vontades, faço exatamente o que me der na telha, ás vezes dá muito certo, outras vezes não. Nas vezes em que não dá tão certo assim, perco algumas coisas, algumas que eu posso recuperar outras não.Ai levanto, junto tudo e vou embora, pronta pra arriscar novamente.

Viajo com freqüência, para alguns lugares interiores, muito além de qualquer fronteira geográfica logo não se surpreenda se me pegar olhando para o vácuo com um meio sorriso, estarei beeem longe do chão.

Deixo as pessoas se aproximarem, mas poucas conseguem isso de verdade.

Faço o tipo extremamente dramático, gosto de tudo ao extremo, me entrego extremamente a minha filosofia, amo o extremo, defendo ao extremo, critico ao extremo, extremista total, assumi esse defeito a pouco tempo!

Tenho aversão à gente falsa e superficial , dissimulados todos somos, mas com moderação.

Não vou com a cara da burocracia, sou simples, crio o que eu quero, no momento que eu acho necessário, odeio seguir pré-determinações, me interesso por experimentar novos caminhos.

Tenho uma facilidade enorme de aceitar o novo, novas idéias são sempre bem vindas, eu me contento com as mínimas possibilidades de dar certo, prefiro tentar, depois analisar.

Não temo o fracasso e nenhum de nós deveria temê-lo afinal ele é só outra vertente das coisas, não temos que deixar ele pensar que pode nos destruir até porque se pensarmos assim ele realmente nos destruirá. Pensemos então que ele possa ser até belo pois é o que dá as nuances da vida, sem ele eu não estaria aqui. É como o mar, destrói seu castelo de areia pra você construir um melhor.

Então, sou simples,extremista ,cheia de caprichos e adepta do fracasso. Concorda ?

P.S.: Alguma dúvida, pode me consultar. Prazer Hanna Luara.

27.12.08

'levantando a auto estima


"Tenho horror a mulher perfeitinha.
Sabe aquele tipo que faz escova toda manhã, tá sempre na moda e é tão sorridente que parece garota-propaganda de processo de clareamento dentário?
E, só pra piorar, tem a bunda dura!? Pois então, mulheres assim são um porre. Pior: são brochantes. Sou louco? Então tá, mas posso provar a minha tese. Quer ver?

a - ESCOVA TODA MANHÃ: A fulana acorda as seis da matina pra deixar o cabelo parecido com o da Patrícia de Sabrit. Perde momentos imprescindíveis de rolamento na cama, encoxamento do namorado, pegação, pra encaixar- se no Padrão "Alisabel é que é legal". Burra.

b -
NA MODA: Estilo pessoal, pra ela, é o que aparece nos anúncios da Elle do mês. Você vê-la de shortinho, camiseta surrada e cabelo preso? JAMAIS. O que indica uma coisa: ela não vai querer ficar"desarrumada" nem enquanto tiver transando. É capaz até de fazer pose em busca do melhor ângulo perante o espelho do quarto. Credo.

c -
SORRISO INCESSANTE: Ela mora na vila do Smurfs? Tá fazendo treinamento pra Hebe? Sou antipática com orgulho - só sorrio para quem provoca meu sorriso. Não gostou? Problema seu. Isso se chama autenticidade, meu caro. Coisa que, pra perfeitinha, não existe. Aliás ela nem sabe o que a palavra significa, coitada.

d -
BUNDA DURA: As muito gostosas são muito chatas. Pra manter aquele corpão, comem alface e tomam isotônico (isso quando não enfiam o dedo na garganta pra se livrar das 2 calorias que ingeriram), portanto não vão acompanhá-lo nos pasteizinhos nem na porção de bolinho de arroz do sabadão.
Bebida dá barriga e ela tem HORROR a qualquer carninha saindo da calça de cintura tão baixa que o cós acaba onde começa a pornografia: nada de tomar um bom vinho com você. Cerveja? Esquece! Melhor convidar o Jorjão.
Pois é, ela é um tesão. Mas não curte sexo porque desglamouriza, se veste feito um manequim de vitrine do Iguatemi, acha inadmissível você apalpar a bunda dela em público, nunca toma porre e só sabe contar até quinze, que é até onde chega a seqüência de bíceps e tríceps.
Que beleza de mulher. E você reparou naquela bunda? Meu Deus...

Legal mesmo é mulher de verdade. E daí se ela tem celulite? O senso de humor compensa. Pode ter uns quilinhos a mais, mas é uma ótima companheira de bebedeira.
Pode até ser meio mal educada quando você larga a cueca no meio da sala, mas adora sexo. Porque celulite, gordurinhas e desorganização têm solução (e, às vezes, nem chegam a ser um problema).
Mas ainda não criaram um remédio pra futilidade. Nem pra dela, nem pra sua."
(Ailin Aleixo)

20.12.08

AHA!


Então, venho aqui falar pra todo mundo que eu passei no vestibular ! E que sou uma das pessoas mais felizes do mundo pelo menos por hoje, meus problemas aparentemente foram dissolvidos, apesar que já vejo outros surgindo. Mas hoje eu só quero ser a pessoa mais feliz do mundo por ter passado no vestibular.

Vestibular não é coisa de Deus, é um sistema fálido que dá prioridade a minoria causando elitização das faculdades, mas pouco me importa ! Eu passei, sou egoísta mesmo, só quero gritar bem altoo. EUUUU PASSEIIIIIIIIIII!

Passei em dois vestibulares, um para direito e um para enfermagem, mas vou cursar enfermagem, é o que eu quero. E fui nono lugar!
Meus próximos problemas serão: Como convencer a minha mãe que eu preciso morar sozinha ? Trabalhar ou não eis a questão !

Aguardem os próximos capítulos
.

P.S
.: A partir de hoje sou uma pessoa incomunicável, vou ajudar minha avó num povoado aqui perto que não pega nem celular, mas sobreviverei.

18.12.08

:(


Aqui vão minhas desculpas sinceras ser tão contraditória, mas o vestibular anda tirando minha paciência. Sinto-me como se tivesse que fazer uma prova pra confirmar o meu caráter, se eu for aprovada, fica evidente o quanto sou uma pessoa boa e capaz, mas se eu não passar fica claro o quanto eu sou uma merdinha, é lamentável! Estou com os nervos a flor da pele, não consigo fazer nada sem pensar se eu vou passar ou não. E isso vai de encontro a todos os meus princípios. Como é chato depender de uma prova pra mudar sua vida. Mas amanhã isso acaba. Se tiver condições emocionais posto aqui o próximo capítulo da minha vida de vestibulanda.

 
blog template by suckmylolly.com