28.5.08

Você - Raul Seixas

Você alguma vez se perguntou por que
Faz sempre aquelas mesmas coisas sem gostar?

Mas voce faz, sem saber porquê, você faz!

E a vida é curta, por que deixar que o mundo

Lhe acorrente os pés?

Fingir que é normal estar insatisfeit

Sera direito, o que voce faz com você?

Por que voce faz isso por quê?

Detesta o patrão no emprego

Sem ver que o patrão sempre esteve em você

E dorme com a esposa por quem ja não sente amor

Sera que é medo?

Por que? voce faz isso com você?

Por que você não pára um pouco de fingir

E rasga esse uniforme que voce não quer...

Mas voce não quer, prefere dormir e não ver

Por que você faz isso por que?

Detesta o patrão no emprego

Sem ver que o patrão sempre esteve em você.

E dorme com a esposa por quem ja não sente amor
Sera que é medo?
Por que? você faz isso com você?

Por que cara?

Mas voce não quer prefere dormir e não ver

Por que voce faz isso por que?

Sera que é medo?

Por que? você faz isso com você?

Voce faz isso com você?

25.5.08

Não há vagas!

Sinto em te informar, mas não há vagas.Isso mesmo, não há vagas!Não há mais vagas nem paciência minha disponível para aturar essa demência. Então não sente do meu lado e tente ser meu melhor amigo, não diga que me ama se só me viu uma vez, de costa virando a esquina, não acomode seu traseiro em frente a TV e assista o Faustão até dar uma dor e venha me falar que é super legal! .Não, não,não!

Não é rebeldia, nem extremismo, é realidade, a realidade que me atormenta todos os dias desde quando eu acordo até quando eu vou dormir. Não estou dizendo que eu sou melhor que ninguém, mas também não são alguns ‘alguéns’ que literalmente se sentem, que são melhor que eu.

Porque o comum é achar que eu é que estou alienada.Porque eu assisto jornal e acho que um monte de coisa é inverdade, porque eu leio Freud e porque eu queria ter sido uma militante em 1968! Então...no meu quadrado não há vagas pra gente que não ache isso no mínimo,o mínimo !

Resumindo, não que eu não vá com a cara de ninguém, mas já me cansei das sementes de nada que alguns ‘alguéns’ insistem em plantar e justamente do meu lado, com seus mine cérebros conservados em pleno estado original de fábrica achando o máximo discordar de mim apresentando como argumento eu vi no jornal nacional.É uma situação realmente critica.Estou disposta a deixar meus planos de melhorar o mundo de lado, mas pelo amor de Deus entendam, que não há mais vagas na minha paciência.

Eu juro que a partir da semana que vem eu paro de reclamar do mundo!



22.5.08

'A paciência é a arte de ter esperança.'

do Lat. patientia

s. f.,

qualidade de paciente;

resignação;

conformidade em suportar os males ou os incómodos sem se queixar;

perseverança tranquila;

calma na continuação de qualquer tarefa ainda que esta seja difícil ou muito demorada;

tranquilidade com que se espera aquilo que tarda;

nome de certos jogos de cartas;



Esperança, perder ou não perder éis a questão!


‘Nem sempre foi assim, outro mundo é possível.’

Todos os dias se parecem desde então, cumpro minha rotina diária sem alterações, ás vezes penso mais, ás vezes menos, minha insatisfação continua a mesma. Quero não lembrar de tudo que ficou pra trás, tento me desapegar das dúvidas que me rodeiam, dos porquês que me assolam, mas é quase inevitável pensar porque as coisas tomaram esse rumo.

Meu jeito de durona extremista, não to nem ai, nem convence mais ninguém, queria um abrigo, queria tudo de novo, perguntar e obter resposta, por que assim? Certamente eu devo mesmo merecer tudo que passo, mesmo que indiretamente devo merecer.

O pecado faz parte da minha vida e da de todos nós, não sejamos hipócritas quem nunca erra, mas pra quê mentir assim, mentir que o dia tá tudo bem, se não está, nunca pedi pena, só queria compreensão, não entendo. Cadê?






20.5.08

Não pergunte o que ela quer!

'Pinte você mesmo em um barco em um rio
Com pés de tangerina e céus de marmelada'


The Beatles - Lucy in The Sky with Diamonds


Porque ela vai te responder.Vai te inundar com todos seus sonhos,as coisas mais calmas e as mais improváveis.Rosas azuis, gente decente, devaneios dignos de aviões,submarinos e balões.Nem todos entendem.A maioria dúvida, tentam sugar dela até a última gota de esperança, mas ela se renova e volta mais forte. Com planos mais mirabolantes ainda, diz que vai virar lunática, ameaça ir embora e pegar o primeiro foguete. Então, melhor não perguntar o que ela quer se não está disposto a viajar com ela. Não pergunte, se você olha pros olhos dela e só vê pupilas escuras invés de uma lagoa que de tão funda de sonhos é negra.Não pergunte se não vai acreditar, se não vai estar do lado dela e se tiver medo de não ouvir o óbvio. Sinceramente é melhor não perguntar.

18.5.08

Meu plano.

‘ Ah se eu fosse marinheiro, era eu quem teria partido, mas meu coração ligeiro não se teria se partido.’ Maresia-Adriana Calcanhoto

Meu plano.

Extremista disfarçada,quero fugir, me esconder sim, mas disfarça não deixa tão na cara assim. No final a gente sempre arruma uma desculpa, arruma as malas e vai embora, correndo da solidão e da dor que nunca chegam atrasadas e te perseguem. Talvez seja bom, mesmo sendo ruim, mas eu vou poder respirar, olhar pro lado e não vai ter a grama, a esquina, seus amigos, nem possibilidades que eles apareçam um dia pra perguntar o que eles bem já se cansaram de saber.Vou me entupir de livros de uma língua que eu nem conheço, vou abrir crânios e entrar por uma porta que eu descartava até o fim.

Não sei se essa é a solução, mas quanto mais brusca a emoção mais brusca ainda deve ser a mudança de planos, assim que eu penso, está ai o motivo óbvio das minhas tantas idas e vindas.Pelo menos nisso fica evidente minha coragem de começar e terminar as coisas, depois 'do depois' eu sempre busco um recomeço, mesmo que seja lá de um outro lado.Vou unindo o útil ao agradável e vamos lá, eles não queriam uma Dra., nunca pensei em obedecer isso mas é sempre bom tentar.

Então só me resta pedir que me desejem sorte pra começar de novo e não fazer tudo errado de novo mas desejem principalmente que eu não me arrependa!Gato escaldado tem medo de água fria.

12.5.08




'Eu preciso encontrar Um lugar legal Prá mim dançar E me escabelar Tem que ter um som legal Tem que ter gente legal E ter, cerveja barata...'

Um lugar do Caralho-Raul Seixas


Um lugar do caralho, verde, verde, verde.Embora não seja minha cor preferida ela consegue encher minha mente de uma paz quase inalcançável nesses últimos tempos. E quando isso acontece, eu consigo mergulhar em mim mesma e enxergo claramente aquelas minhas velhas qualidades e alegrias que há tanto tempo estavam escondidas e empoeiradas.É como se eu abrisse um antiguíssimo baú e toda aquela felicidade infantil me inundasse. O mundo exige que nós esqueçamos disso para viver, aliás sobreviver...

 
blog template by suckmylolly.com