11.8.08


Depois de ontem ( V for Vendetta) fiquei tremendamente assustada.Tinha decidido por motivos óbvios (rejeição) fechar a janela da realidade para as pessoas, aparentar ser o que elas queriam que eu fosse, mesmo me corroendo por dentro e chamando quase todos de idiotas. Ouvi então uma admirável frase que dizia: ‘as idéias não morrem’. Me pus a pensar se viver nessa realidade artificial e ser submissa a ela vale a pena. Será que vale mais ser mais um coadjuvante na novela da vida?

Percebi que tenho medo, medo de não viver,ou medo de me decepcionar cruelmente. Me envolver pode ser dar o meu pescoço a forca e quantas pessoas já fizeram isso e além de serem esquecidas não mudaram nada,seus legados foram meramente descartados. Mas e se eu conseguisse? Disseminaria minhas idéias e seria imortal. É um questionamento vil que me deixa confusa, o que fazer? Gritar e morrer de fome ou ficar quietinha de barriga cheia, me refiro,a força que eu tenho que gastar para enfrentar a sociedade me tornando uma louca repugnante para ela (Eu teria essa força? Até onde eu suportaria?). Por outro lado posso simplesmente me poupar de tudo isso, viverei em guerra com minha consciência de fato, mas em compensação não despenderei força nenhuma para me enquadrar aos moldes, nem sairei de casa a fim de bombardear o parlamento, as pessoas poderão até me achar simpática, eu serei mãe, tia, avó tranquilamente.

Ativista ou não eis a questão ?!

2 comentários:

Carol disse...

Oi! Adorei teu blog. Me identifiquei com muitas das tuas frases. Pode ter certeza que virei "freguesa".

Simo disse...

Foi justamente essa frase que me fez amar mais ainda o filme!

 
blog template by suckmylolly.com