15.10.10

Reflexões cotidianas

Tem uma casa vizinha ao prédio onde eu moro. Uma casa onde moram uns sete cachorros que encasquetaram de sincronizar seus latidos e uivos, normalmente no meio da noite. Quando eles começam todos os cachorros da rua se solidarizam é um hau hau hau auuuuuuuu auuuuuuuuu hau hau hau hau auuuuuuuuu auuuuuuuuu hau hau hau bem alto, no começo era assustador eu não lia, não via TV, acordava quase irritada e esperava eles acabarem. 
Até que hoje seis meses depois eu nem ligo mais, fico imaginando quais os motivos possíveis pra tal latumia. Durmo, vejo TV, leio meus livros sem me incomodar, sinto como se nem ouvisse mais nada.
É caro amigo por isso cheguei a seguinte conclusão, é assim que a vida é, um dia vc acha que as coisas, são grandes coisas aí um dia você acorda e vê que não são nem médias, quanto mais grandes essas coisas.

2 comentários:

Lua disse...

é tão grande, que se acabar vai te fazer falta

ei, saudade, sumiu
eu tô assim, te querendo, óia pra aqui, meus zói, se enchero d'água, que até a vista se atrapaia

N disse...

aaaaaaaaaaaaaaaaaa.. eu quero ouvir o filme! grrrrrrrrrrrrrr! droga de barulho ¬¬
hunf
eu, definitivamente, ainda não me acostumei com seus vizinhos barulhentos

 
blog template by suckmylolly.com