12.11.10

Patior

Ah, a paixão! É como uma aspirina para a alma. Ficar apaixonado é um alívio. Transcende-se a monotonia e o tédio. Tão simples e tão elaborada como um filme em stop motion. Deixe me ver,se pudesse a defini-la seria como paixão: psicodelia. Cores, cheiros, sabores, tudo numa dança, uma sinestesia só. Aliás acrescentaria mais, paixão: psicodelia-esquizofrênica. Risos,declarações, planos, conversas com seres inanimados ou inexistentes (no meu caso, o ventilador de teto) fazem parte. Mas o conceito ideal tem que incluir os tão constantes bicos,vozezinhas, posse e carência infinita. Uma verdadeira regressão aos sentimentos infantis, seria então a paixão: psicodelia-esquizofrênica-infantaloíde! Perfecto.

0 comentários:

 
blog template by suckmylolly.com