9.11.10

Simplista


Um dia Vanessa me disse:
- não valorize o problema
- é, faz sentido (...)
Quando qualquer impasse piscava em minha mente, eu parava e falava silenciosamente :
‘não valorize o problema.’
É isso que falta em nossas vidas, não valorizarmos os problemas.
Sejam eles grandes, gordos, feios ou baixinhos, não valorize-os.
Valorizá-los é dar o braço a torcer, aceitar que eles possam tomar medidas colossais, como fermento no bolo. As coisas podem não andar muito bem, mas deve haver pelo menos algo, minúsculo que seja capaz de incentivar a alegria. Problemas e melancolia não precisam andar juntinhos, não há porque se afogar em um copo d’água. É simples liquidar os problemas se tentarmos nos transpor para fora da bolha-problema. Externamente é mais fácil perceber quais os rumos corretos a se tomar.
Sou ré confessa desse crime, mas enxergar a simplicidade que envolve os fatos ajuda a não reincidir.
Caros colegas para que a vida mude é preciso mudar a vida. Nunca é tarde pra deixar o pessimismo de lado e observar as coisas boas e finalmente valorizar o que faz bem de verdade.
“Se o problema tem solução, não esquente a cabeça, pois ele tem solução. Se o problema não tem solução, também não esquente a cabeça, pois ele não tem solução.”

0 comentários:

 
blog template by suckmylolly.com